Notícias Archive

PERANTE AS ACUSAÇONS DE AGRESSONS MACHISTAS A UM MILITANTE DE BRIGA

A respeito das acusaçons recebidas por umhas supostas agressons machistas dum militante  da nossa organizaçom durante a noite de ontem, a Comissom Nacional da Mulher acha necessário reagir com imediatez e fazer público o seguinte comunicado:     Perante as acusaçons de agressons machistas, que supostamente tivérom lugar na noite de ontem, ...Ler mais

Posicionamento de BRIGA a respeito da participaçom dos homens nas mobilizaçons feminista

  Um mês depois da histórica jornada do 8 de Março e depois de analisar o momento atual para o feminismo organizado, as mulheres organizadas em BRIGA consideramos necessário fazer explícito o nosso posicionamento a respeito da participaçom dos homens nas mobilizaçons feministas. É por isso que desde a Comissom Nacional da ...Ler mais

ATIVIDADE: A TURISTIFICAÇOM A DEBATE

No marco da campanha Galega, Jovem e Rebelde Organiza-te para vencer, desde BRIGA Compostela organizamos um debate sobre o efeito do turismo na nossa cidade, Santiago, e como afeta à cidadania a gentrificaçom dos espaços públicos, o impato nas vizinhanças das óticas e planos urbanisticos, assim como a precarizaçom do emprego e ...Ler mais

A ORGANIZAÇOM DA JUVENTUDE É A CHAVE PARA VENCER. SOLIDARIEDADE COM ARRAN

O passado 27 de março, Arran a organizaçom juvenil da Esquerda Independentista Catalá foi até a sede do PP no Principat em defesa do direito do povo catala à autodeterminaçom e a decidir livremente o seu futuro. Esta açom marcaria o inicio da campanha “L’organització és la clau de la victòria” na ...Ler mais

[25-N] MOÇA, ESQUECE A COMPETIÇOM. NOM SOMOS RIVAIS, SOMOS A REVOLUÇOM!

Como cada ano, este 25 N reivindica-se a nível internacional a luita contra as violências machistas, violências que o próprio sistema, encarregado de legitimá-las diariamente, decide hipocritamente rejeitar no dia de hoje. O Governo de Feijoo tira umha campanha em contra deste tipo de violências em que se ponhem en evidência muitos ...Ler mais